Olhe para dentro de você mesmo

Quando olhamos para dentro de nós mesmos, conseguimos alcançar uma certa percepção interior de que, mesmo na solidão momentânea, não estamos assim tão distanciados uns dos outros. Quando você percebe algo que condiz com a própria realidade e expõe isso, seja pela fala, pela escrita ou qualquer outra manifestação (artística ou não), a chance de você acabar atingindo mais pessoas de forma satisfatória não é nula. Às vezes penso que a percepção de uma “mentalidade coletiva” pode acontecer nessa interiorização.

Olhe pra dentro de você mesmo. Perceba a própria existência. Após, vá além do próprio umbigo, estendendo essa percepção, encarando o olhar de outro ser vivo. Perceber que a própria existência depende da existência de vários fatores coletivos poderá transformar a sua vida, te tirando dessa pequenez que é ver tudo (exatamente tudo) a partir do próprio olhar frente ao mundo, ignorando a existência e a relevância de outros.

Você é importante. Mas o mundo pode muito bem girar sem precisar de você, enquanto você nada pode ser sem o mundo.

Mestrando em Filosofia (PUCRS). Produzo vídeos de divulgação filosófica no Youtube. Inscreva-se: http://youtube.com/alyssonaugusto

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store