Não tenho dúvidas disso. Ao menos no Facebook, a profusão de egos é muito evidente, e todos sabemos que, para aumentar a popularidade, você precisa entrar em evidência. E a forma mais fácil de fazer isso é aderir às tendências, opinando, portanto, sobre o que está na moda. Ocorre que as cosias são muito fugazes e dificilmente temos tempo para elaborar algo consistente em tempo hábil (o famoso ‘timing’), então a formação de opinião acaba sendo um desastre, uma vez que todos queremos “estar por dentro” e por isso preferimos falar de um assunto enquanto eles está “quente”. A solução, creio, é deixar o Facebook de lado durante as tretas e os acontecimentos do momento, se é que você se importa em saber de forma consistente sobre esses assuntos, e verificar o que rolou um ou dois dias após a polêmica. Coisas boas sobre os assuntos que estouram surgem depois das coisas toscas, então se informar com certo atraso pode aumentar a qualidade das informações que você adquire.

Mestrando em Filosofia (PUCRS). Produzo vídeos de divulgação filosófica no Youtube. Inscreva-se: http://youtube.com/alyssonaugusto

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store