Hierarquia entre cães: o problema da humanização de animais

Às vezes me pergunto sobre como “humanizamos” tudo o que tocamos.

Os cães, por exemplo, são adaptados a uma vida em conjunto com nós, seres humanos. Isso deu tanto a eles quanto a nós uma familiaridade que nos faz, de alguma forma curiosa, os vermos como “pessoas não-humanas”, dado o vínculo que cultivamos com eles.

O que me parece problemático, porém, é os fazermos ser, a todo custo, aquilo o que somos. Ignoramos, por exemplo, a fisiologia animal, que serve de base para podermos adestrá-los, bem como ignoramos que cães funcionam com uma lógica de relacionamentos (entre cães) totalmente distinta da nossa (entre humanos).

Acreditamos que cães devem viver em harmonia, da mesma forma que acreditamos que humanos devem viver em harmonia. No reino humano, damos alguns xingões, aplicamos penas, e ponto final — ajeitamos o possível. Mas, no reino dos cães, aplicar a mesma noção de “harmonia humana” é ineficiente, dado que, para estes animais, a HIERARQUIA é FUNDAMENTAL.

Pegue qualquer grupo de cães que vivam juntos, e verá que há um líder dentre eles — normalmente o mais sério, mais atento e que come antes de todos. Os cães subservientes aos líderes, por sua vez, tendem a ser mais carinhosos, fofos mesmo, e acabamos por privilegía-los, dando mimos e, consequentemente, fazendo os líderes sentirem inveja.

E por que reflito sobre tudo isso? Porque eu tenho cães mais fofos aqui em casa que foram, por um bom tempo, mimados em frente ao cão “mais sério”, o que acabou por fazer com que esse último se “encarnasse” num menor que era mimado, a ponto de já tê-lo atacado algumas vezes — inclusive quase morrendo certa vez, mas atendemos a tempo e levamos ao veterinário.

O que acontece é que, quando aplicamos a lógica humana, de privilegiar os mais bonzinhos e aparentemente fofos (fazendo carinho ou dando comida primeiro, levando para passear e esquecendo do outro, etc.), no mundo canino, acabamos cometendo um desequilíbrio dentro do grupo animal em questão — a hierarquia é fundamental para os cães, é o que os faz sentirem-se pertencentes a algo importante em suas vidas — uma vida em comunidade.

Ou seja, a “humanização” dos cães pode ser perigosa para os próprios cães, no sentido de causar desavenças.

E se você duvida que a hierarquia é parte da vida canina, confira a relação de qualquer dono com seu cachorro, e verá que o cão se sente extremamente confortável em ser um servo leal.

Mestrando em Filosofia (PUCRS). Produzo vídeos de divulgação filosófica no Youtube. Inscreva-se: http://youtube.com/alyssonaugusto

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store