Comer animais é cultura e tradição

É parte da cultura e tradição humanas matar e comer animais, mas que algo seja tradicional ou cultural justifica que seja feito?

Este conteúdo faz parte de uma série de vídeos sobre argumentos contra veganismo. Confira abaixo o vídeo contendo o argumento de que comer animais faz parte da cultura e tradição humanas, e por isso estaria moralmente justificado.

Nós temos comido animais por centenas de anos.

Essa afirmação pode até estar correta e o consumo de produtos animais de fato pode estar enraizado em nossa cultura e em nossas tradições, mas isso torna moralmente justificável matar e comer animais?

Eu acho que a melhor forma de começar essa discussão é aplicar essa lógica a uma situação humana.

A mutilação genital feminina é sem dúvida uma prática cultural, mas de nenhuma forma isso faz essa prática ser moralmente correta.

Na verdade, em muitas culturas é aceitável tratar uma mulher como inferior a um homem, mas você considera que isso está certo, apenas porque é tradição ou cultura?

Agora vamos aplicar essa lógica a outra situação, onde se inflige dor, sofrimento e medo em animais:

O festival de Yulin, na China, e o festival Boknal, na Coréia, são ambos eventos que ocorrem todos os anos, e neles dezenas de milhares de cães e gatos são massacrados, mortos e comidos.

Quer dizer então que é moral matar um cachorro ou um gato só porque esses festivais são parte da cultura e tradição dessas comunidades?

E também o que dizer de Taiji, no Japão, onde todos os anos abatem milhares de golfinhos?

Ou nas ilhas Faroé, onde todos os anos eles abatem baleias Piloto?

Mas se não é moralmente justificável matar uma baleia, um golfinho, um cachorro ou um gato, mesmo se isso faz parte da cultura da comunidade, como poderia ser moral para nós matar uma vaca, um porco, uma galinha, uma ovelha, um peixe ou qualquer animal que nós geralmente matamos, usando como desculpa que isso faz parte da nossa cultura e de nossa tradição?

A verdade é que a cultura e a tradição nos prendem às nossas transgressões do passado.

Se tem uma razão pela qual nós progredimos enquanto sociedade, é porque nós olhamos para as ações que estávamos fazendo e nos questionamos sobre se elas eram ou não moralmente aceitáveis.

O consumo de produtos de origem animal e a exploração de animais em geral é errada e imoral, e o fato de fazermos isso há muito tempo, de isso ser parte de nossa cultura e parte de nossa tradição, não faz disso moralmente justificável.

Nós temos que olhar para as ações que estamos fazendo hoje, coletivamente, enquanto sociedade, mas também como indivíduos, e questionar se são ou não moralmente justificáveis.

Que algo seja cultural, significa que está certo? A cultura justifica uma ação?

A mutilação genital de mulheres é moralmente aceitável apenas porque é cultural?

Matar cachorros é aceitável apenas porque é tradicional?

Se você respondeu ‘não’ a essas duas perguntas, você não pode usar como desculpa a cultura e a tradição, aqui no Brasil ou em qualquer lugar no Ocidente, pra criar e matar animais, porque, pela sua própria lógica, não se pode justificar alguma coisa apenas pelo fato de a termos feito por muito tempo.

Confira mais conteúdo na playlist de argumentos contra veganismo no seguinte link: https://www.youtube.com/playlist?list=PLOLphrszCZYQyxr4uAg7CKl5Q7idcGdhC

Mestrando em Filosofia (PUCRS). Produzo vídeos de divulgação filosófica no Youtube. Inscreva-se: http://youtube.com/alyssonaugusto

Mestrando em Filosofia (PUCRS). Produzo vídeos de divulgação filosófica no Youtube. Inscreva-se: http://youtube.com/alyssonaugusto